Regras de ouro para um bom desempenho escolar o ano inteiro

14.Maio.2019
 
Compartilhe

Todo estudante sabe que se tirar notas boas, no final do ano ganhará uns dias ou semanas a mais de férias. Além da folga no período de recuperação, oportunidade dada pelas escolas para que o estudante não tenha que repetir o ano inteiro, é certo que há uma grande satisfação em poder assimilar melhor o conteúdo das aulas. 

Afinal, aprender é o objetivo de todos os estudantes. Não é? Muitos se questionam sobre como absorver tanto conteúdo em tão pouco tempo. E perguntam também: “Quando que vou usar isso na minha vida?”, “Para que serve essa conta?”, “Por que tenho que aprender as orações subordinadas?”. Mas, todo conhecimento aprendido na escola servirá para construir o contexto do conhecimento e que será muito exigido na faculdade e na vida.

Sendo assim, não vale a pena perder tempo ou sofrer com essas perguntas. A melhor forma de encarar os estudos é estudando. Estudando de verdade! Aprender o conteúdo e guardá-lo bem no seu “baú do saber”.

Para que você desenvolva bem os seus estudos durante o ano inteiro, apresentamos algumas regras básicas que vão te ajudar a encarar este desafio e ter um bom desempenho escolar o ano inteiro. 

#1 Crie uma rotina de estudos

Você já parou para observar que tudo na sua vida tem uma rotina? Já percebeu que você executa quase sempre as mesmas tarefas antes de ir pra escola: tomar banho, se arrumar, se alimentar, arrumar o material do dia, pegar o transporte, etc? Você tem rotinas quando chega na escola e quando chega de lá? Se prestar atenção, tudo o que se faz na vida são pequenas rotinas, nas quais desenvolvemos atividades necessárias ao longo do dia. 

Dentro dessa vida de rotina, você deve criar a dos estudos. E isso não deve ser encarado como um bicho de sete cabeças. É algo simples e deve sempre começar pelo começo. Primeiro: escolha um bom horário para você estudar em casa. Se você vai para a escola pela manhã, veja um horário a tarde. Se vai à tarde, organize-se pela manhã. Deixe o turno da noite para descansar.


É importante também criar um calendário de estudos. Pode ser o assunto da matéria do dia na escola ou outro mais específico. Essa rotina pode começar pelas disciplinas que você tem mais facilidade de aprendizado para depois ir encarando as mais difíceis. Se você for fiel ao seu calendário, em pouco tempo verá os resultados. 

Por fim, você conhece a regra do 21/90? Essa regra, criada por especialistas em neurociências e comportamento, diz que se você repetir uma mesma atividade por 21 dias seguidos, essa atividade se tornará um hábito. E se você perseverar, por 90 dias, se tornará um estilo de vida. Essa regra vale para tudo: atividades físicas, dietas, trabalho e para os estudos.

Por esse motivo, é tão importante criar a rotina de estudos. No começo é mais difícil, mas quando menos você perceber já terá uma nova rotina em sua vida.

#2 Use todos os recursos disponíveis

Para estudar um assunto, não precisa usar somente um único material. Pode parecer inimaginável para você, se tiver nascido depois do ano 2000, mas há 10 anos ninguém usava smartphone e 20 anos atrás a internet não era um milésimo do que é hoje. Vivemos online e tudo está conectado. 


Você pode ter acesso a dezenas de fontes de pesquisa com um clique. Seus pais não tinham tanta facilidade e tinham que recorrer somente aos livros da escola e, quando tinham acesso a uma biblioteca, a outros livros de referência. Muitas vezes usavam pesadas enciclopédias.

Dentro da sua rotina de estudos, busque ler textos diversos sobre o assunto. Converse com seu professor e veja quais são as fontes de pesquisas confiáveis a respeito do tema. Há diversos canais de vídeo no YouTube com dicas sobre todo tipo de conteúdo. Poder ser que o próprio professor também esteja por lá. 

Use a internet, mas não ignore os livros. Use bem o material didático sugerido pela escola, seja livro ou apostila. Visite a biblioteca. Converse com o bibliotecário e veja quais são os livros disponíveis sobre o tema que você pesquisa.

#3 Evite distrações

A terceira regra para ter um bom desempenho o ano inteiro é concentração. Quando você for estudar, busque um ambiente em sua casa que favoreça a sua concentração. Pode ser no seu quarto, na mesa da cozinha ou na sala. Crie seu ambiente de modo que você esteja confortavelmente sentado, possa usar seu material tranquilamente e que não tenha barulhos externos. Converse com sua família e diga que você vai estudar. Peça para ser incomodado o mínimo possível.

Se você não for usar para os estudos, fique longe do smartphone e da internet. Aquele barulhinho ou vibração de notificação tira a concentração de qualquer um. Se estiver estudando com vídeos e textos na internet, não abra abas que tirarão sua concentração. A internet é grande aliada, mas pode ser vilã se você sair clicando nos links indiscriminadamente. Uma hora você pode estar vendo dicas sobre reações químicas e, num instante, já ter visto vários vídeos de conteúdo irrelevante.

#4 Alimente-se, durma bem e crie momentos de descanso na rotina de estudos

Você já deve ter ouvido que o corpo humano é uma máquina. Para que essa máquina funcione, é preciso fazer a manutenção adequadamente. A principal fonte de energia do corpo vem dos alimentos. Se você se alimenta mal, só come besteiras com excesso de gordura, sal e açúcar, muito em breve seu corpo começará a dar sinais de que está falhando.

Alguns nutricionistas defendem que alimentar-se bem é comer de tudo, mas em porções adequadas e no momento adequado. Por exemplo, se cafeína nos deixa acordados, não faz sentido tomar xícaras de café antes de dormir. Então, converse com seus pais sobre alimentação, sobre como comer bem. Vá descobrindo os sabores. Experimente frutas e vegetais diversos, carnes mais magras, diferentes preparos dos alimentos. Diversifique. Se for o caso, busque ajuda com um profissional para que monte uma dieta de modo que seu corpo tenha o máximo de energia para você estudar.


Dormir também é uma necessidade do ser humano. Especialistas dizem que é ideal dormir oito horas por dia. Há muitas pessoas que não conseguem, devido a rotina cheia de atividades: trabalho, estudo, filhos, etc. Mas, se você pode, aproveite! Crie a rotina do sono: alimentação leve, um banho, deitar-se cedo, evitar mexer no celular, desligar a TV do quarto, se tiver. 

Criar pausas na rotina de estudos é importante também para que a máquina do corpo humano possa se reabastecer. Coma uma fruta, faça uma caminhada em casa, converse com alguém. Vale até dar uma checada no celular, mas ficando alerta para não entrar em conversas que lhe tirarão o foco.

Leia também:


#5 Preste atenção às aulas

A sua rotina de estudos deve ir além de casa. As dicas de alimentar-se bem e descansar também serão aproveitadas no momento que você estiver em sala, pois seu corpo será mais exigido em sala do que em casa. Quando você está em sala de aula, deve dedicar a sua atenção ao que o professor está falando. Essa regra é tão básica, mas tão importante para quem quer ter um bom rendimento escolar o ano inteiro.

Esse é o momento de tirar as dúvidas, ver como se faz, pedir mais exemplos. Fazer anotações que o professor fala é importante. O conteúdo que ele passa certamente já está no livro ou apostila, mas com suas próprias anotações, você terá uma ferramenta para retomar na memória o momento que o professor explicou o assunto.

Evite conversas, brincadeiras e o smartphone. Cada coisa tem o seu momento e a sala de aula é o momento de prestar atenção e estudar.

#6 Revise o conteúdo passado em sala

É importante que a cada aula, você revise o conteúdo em casa. Isso ajuda a fixar na memória, pois a fala do professor ainda está fresquinha na mente. Leia o material didático e veja outras fontes. Se não entendeu alguma coisa, anote, sublinhe, rabisque. Leve a sua dúvida para o professor na próxima aula. Faça todos os exercícios e trabalhos passados em sala. 


Já diz o ditado: “Só tem dúvida quem estuda”. Se você está passando o bimestre inteiro sem nenhuma dúvida na matéria, certamente não está estudando o suficiente. Aí na hora da prova, as questões não vão fazer sentido nenhum na sua cabeça. 

#7 Fugir não ajuda

Se você fugir das matérias que tem mais dificuldade, não terá nenhuma vantagem ao final. O ideal é encarar a matéria e lutar para vencê-la. Se está no seu programa de estudos, você será avaliado e precisará tirar uma nota mínima para passar de ano. Dizer que não gosta não fará a escola mudar o currículo de ensino.

Dedique-se às matérias que tem mais dificuldade. Pergunte, use materiais complementares, anote. Crie seu próprio livro sobre o assunto. Somente assim, você poderá manter o rendimento escolar.

Por fim, é importante também não deixar acumular a matéria. Se você tem aula na escola de segunda a sexta-feira, é fundamental que a sua rotina de estudos em casa seja de segunda a sexta-feira. Estudar somente aos sábados, por exemplo, deixará você sobrecarregado, com muita matéria e tornará o seu momento de estudo chato e enfadonho. Em pouco tempo, você se renderá às distrações e evitará os estudos.

Seguindo estas dicas, certamente você chegará ao final do ano letivo mais satisfeito com o seu desempenho!


 
 
 
 
 
 
 
 
 
Contato
  • Unidade Jundiaí

    (11) 4588-1365
    divino@divinojundiai.com.br
    Rua Gen. Carneiro, 105 - Vila Arens Il
    Jundiaí/SP
  • Unidade Itu

    (11) 4013-6570 / 4022-7161
    colegio@divinoitu.com.br
    Praça Divino Salvador – Jd Paraíso I
    Itu/SP
 
 
Copyright © Colégio Divino Salvador. Todos os direitos reservados